Dia-a-dia

Crescemos juntos: onde começamos e para onde vamos…

crescemos-juntosTodos os dias aprendemos um pouco com quem nos rodeia. Todos os dias crescemos juntos. Somos hoje diferentes do que fomos ontem. E, garantidamente, amanhã seremos também diferentes. Cada vez mais me convenço de que, ao ter sido mãe, embarquei na maior viagem de mudança da minha vida. Vá… Não me venham dizer que isto vai ser um momento “comer, orar, amar”… Mas sinto que, todos os dias, eu e o meu filho crescemos juntos e somos sempre pessoas diferentes no final do dia.

Quando, no final de 2016, comecei a escrever neste blog (depois de ter deixado o blog que tinha desde 2005), não sabia bem o rumo que me esperava… Queria escrever e partilhar sobre a minha aventura de ser mãe… Mas tenho a consciência de que não ser totalmente anónima neste mundo da blogosfera, acabou por me impedir de desabafar sobre toda esta aventura. A bem da verdade… Também acho que, cada vez mais, devemos guardar algumas das nossas divagações e desabafos apenas para nós. O mundo é uma verdadeira ervilha, nunca sabemos quem nos lê e nem sempre as nossas palavras são bem entendidas…

Mas dizia eu… Quando comecei este blog em Dezembro de 2016, sabia que queria escrever sobre o mundo da maternidade e parentalidade. Sempre adorei escrever e, depois de ser mãe, é claro que os assuntos giravam todos em torno do meu filhote. Mas também sou muito consciente em que não quero mostrar demasiado do meu filho. O seu rosto. As suas rotinas. Os locais onde estamos registados in loco. A montra desenfreada de marcas. Sei que esse não era o meu caminho… Posso não parecer mas tenho algo de tímida (basta ver o tempo que levei a mostrar o meu rosto no Instagram…). E a privacidade do meu filho é tudo para mim! Nem no meu perfil pessoal, eu mostro o seu rosto por isso nunca o faria por aqui… Por isso, saberia que nunca seria mais um blog de maternidade a reunir milhares de seguidores a cada post…

Mas será que era isso mesmo que eu desejava quando comecei a escrever aqui?!

Cada vez mais acho que o que me realiza é escrever de forma a poder ajudar os outros. Com as minhas experiências boas e menos boas… Toda a gente gosta de escrever sobre o bom da maternidade e da sua vida, deixando para segundo plano os dias cinzentos. Eles existem sim e devemos falar sobre eles, quase em modo de catarse. Escrever sobre o meu aborto foi algo que me custou bastante. Chorei bastante a escrever esse post mas sinto que era o que deveria. Por mim. Pela minha família. E a onda de carinho que recebi e as pessoas que pude ajudar com a minha experiência mostraram-me que este blog pode ser muito mais do que um blog de maternidade…

Crescemos juntos. Eu convosco e vocês comigo. Desde que comecei a partilhar convosco as minhas leituras e as dos meu filho, sinto que também vos tenho ajudado de alguma forma. Escrever sobre emoções e livros que podemos usar para trabalhá-las com os mais pequenos foi um dos posts das leituras da mãe que mais gostei de escrever e do qual recebi maior feedback! Sei que o caminho para este blog é esse: ajudar quem me rodeia, salpicar as suas vidas com livros e tornar os dias mais leves, mostrando sempre os lados rosa e cinzento da vida.

 

Não estranhem se deixe de haver por aqui um rumo claro de blog de maternidade… Crescemos juntos e a vida muda-nos o rumo. Espero que continuem desse lado e que gostem do que vão lendo. Ter o vosso feedback é muito, muito importante! Acreditem! Porque escrever sem saber o que acham é quase como ir à praia e não dar um mergulho no mar, entendem? 🙂 Obrigada pela vossa paciência e carinho… São um dos principais motivos pelo qual escrevo por aqui 🙂

 

Para quem tiver curiosidade sobre os livros da fotografia…

Um coração sem lar, de Sarah Lean

A única mulher da sala, de Marie Benedict

A grande magia, de Elizabeth Gilbert

Crescemos juntos, de Inês Afonso Marques

 

Sigam a Mom descomplicada no Facebook e no Instagram da Mom descomplicada e no Instagram das Leituras descomplicadas!
 Juntem-se ao grupo do Facebook “Leituras descomplicadas – Livros para miúdos e graúdos”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *