Pensamentos

Gratidão: tanto e tão pouco em oito letras

gratidao-todos-os-dias

Diz-nos o dicionário que gratidão significa “designação de agradecimento ou congratulação; característica de pessoa que é grata; acção de estar gratificado ou reconhecido a alguma pessoa” (Fonte: Léxico). As palavras possuem o significado que nós lhes quisermos dar e ele vai muito para além o que está escrito no dicionário. Hoje, no caminho para a escola com o meu filho, ouvi que se celebra o Dia da Gratidão. Pensei… “Bem, gratidão é uma daquelas coisa que deveríamos celebrar todos os dias! Em que deveríamos pensar independentemente de existir um dia ou não para a celebrar“. Na correria do dia-a-dia de uma sociedade que vive de redes sociais e de partilhas rápidas, muito fica para dizer às pessoas reais que estão ao nosso lado. Muita gratidão fica por se sentir na pele, qual água salgada num mergulho no verão.

Vivemos fechados nas nossas bolhas, nos nossos pequenos mundos e vamo-nos esquecendo do que existe para lá das muralhas que erguemos em nosso redor. A vida vai-nos dando pequenas chapadas que nos fazem questionar se devemos ou não ser gratos. O destino vai-nos trocando as voltas e nem sempre temos vontade de agradecer o que quer que seja! Queremos mais é atirar tudo ao ar e gritar bem alto “Porquê a mim?!“. No entanto, é nestes momentos em que queremos gritar a plenos pulmões que mais devemos pensar no que temos ao nosso redor… Às correntes de boas energias que se podem gerar à nossa volta quando mais precisamos…

A vossa boa energia, palavras de força e abraços apertados quando partilhei um episódio que ninguém quer viver demonstraram-me porque devemos ser gratos. Mesmo os desconhecidos podem conseguir dar-nos aquele empurrão de que necessitamos para conseguirmos ultrapassar os obstáculos que temos por diante na corrida que estamos a fazer. Conhecidos ou desconhecidos, merecem a nossa empatia e a nossa gratidão, palavras de que devemos abusar todos os dias. Mais do que abusar destas palavras, devemos tornar estes sentimentos a bússola da nossa viagem neste mundo. Uma das pessoas que mais me inspira nesta caminhada de empatia e gratidão é a Sofia do às nove no meu blogue. Já perdi a conta aos anos a que sigo a Sofia e acompanho a sua caminhada. Os seus mantras, as suas pequenas frases de tão poucas palavras mas tão cheias de significado, mostram-nos o quanto devemos ser gratos. O quanto vale a pena acreditar nas pessoas que existem à nossa volta.

A vocês sou grata. Pela família que construo e alimento todos os dias sou grata. Apesar da tristeza que existe no meu coração, caminho de olhos postos no horizonte a acreditar que as minhas duas estrelinhas estarão sempre lá a iluminar o meu caminho e a orientar-me no melhor caminho como mãe do meu pequeno reizinho. Esta criança que, sem saber e sem se dar conta, me tem transformado como ser humano e me tem mostrado que o caminho a fazer é aquele em que damos menos valor ao que pensam de nós. É o caminho em que valorizamos os sentimentos, as pessoas e relegamos para segundo plano às más energias, a inveja e o “diz que disse”.

Neste Dia da Gratidão deixo-vos com esta frase amorosa que recebida da Sardinha Amarela: “Sejamos gratos às pessoas que nos fazem felizes“. E vocês, ao acompanharem-me todos os dias, fazem-me profundamente feliz por poder partilhar convosco esta caminhada tão repleta de incertezas mas que nos deixa de coração tão cheia por podermos ajudar um pequeno ser humano a tornar-se um adulto justo e carregado de empatia para quem o rodeia.

Obrigada por estarem desse lado! 

Siga a Mom descomplicada
20

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *