Montessori

Desfralde… Confiar nos pequenos sinais!

Estamos no verão e eu começo a falar dos desfralde? É por a temperatura estar a aumentar? Não, nada a ver… Há não muito tempo, escrevi sobre o desfralde e a forma como via todo este processo (não leram o meu primeiro post sobre o desfralde? Vejam tudo aqui neste link). Quando o escrevi, o meu filho tinha 23 meses. Tem agora 25 meses, passaram apenas dois meses e já há novidades aqui por este lado quanto ao desfralde. Querem que vos conte tudo?

Desfralde: um processo de respeito pelos nossos filhos

Como escrevi no post Desfralde: Vamos largar as fraldas?, defendo que deveremos olhar este processo como um momento de respeito pelos nossos filhos. Não devemos avançar sem a criança estar pronta para isso. Também não o devemos iniciar porque vamos estar de férias ou porque é verão. Cristina Tébar escreveu, no seu RetoMontessori em Agosto de 2017, que se pode fazer a transição entre a fralda e o WC com respeito. A Cristina, a autora do blog Montessori en Casa, diz-nos que devemos aprender a balançar as nossas atitudes e expectativas de adultos com aquilo que as nossas crianças estão preparadas para fazer.

Devemos deixar de seguir os interesses dos adultos e começar a aceitar a realidade tal como é, não podemos ir contra a natureza, devemos acompanhá-la.

Esta frase é do post Dejar el pañal. Frases que sí puedes decir e frases que no puedes decir do blog Aprendiendo con Montessori. Não sou 100% Montessori mas muito desta pedagogia diz-me muito enquanto mãe. Não gosto de impor o meu ritmo ao meu filho. Ele tem o seu ritmo de aprendizagem, de descoberta do mundo, que não deve ser acelerado ou diminuído pela minha vontade. Respeitar o ritmo da criança não é não lhe impor limites, quando eles têm de existir. É sim não impor que determinadas fases do seu desenvolvimento sejam antecipadas apenas porque me dá jeito.

O desfralde é mais uma dessas etapas que devemos respeitar. Em que devemos estar atentos a pequenos sinais que elas nos dão, todos os dias, a dizerem-nos que estão prontos para voarem sozinhos. Os sinais aqui por casa têm vindo a crescer de forma exponencial. E é impossível virar as costas a isso!

Desfralde… Mãe, estou a ficar um menino crescido!

Como escrevi no primeiro post sobre o desfralde, na minha casa-de-banho existe um conjunto de essenciais. O bacio do IKEA, o livro da Nôno e o bacio e fraldas-cueca para permitir autonomia no retirar da fralda. Do turbilhão de novas palavras que já fazem parte do vocabulário do meu filhote, a palavra bacio já é utilizada de forma consciente.

São várias as vezes em que o meu filho pede para ir ao bacio e sentar-se. Dou-lhe o seu espaço e deixo-o explorar. Já sabe quando tem a fralda suja e pede para mudar. Já imita o processo de limpar o rabinho aos seus bonecos e incentivamos isso. Pede para fazer cóco (mesmo que ainda não o tenho feito mesmo no bacio…). Já tira a fralda para ir ao bacio e, quando não consegue, pede ajuda. Estamos lá para o guiar mas não para nos impormos. Tudo a seu ritmo.

O meu coração de mãe diz-me que o meu filho está a ganhar a sua autonomia. Passo a passo. Está a crescer e a dar-nos sinais disso. Está a mostrar-me que está a começar a dar pequenos voos por si. Sinto-me feliz por isso… E de coração apertado por ver o tempo passar tão rápido!

Siga a Mom descomplicada
20

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *