Pensamentos

Dia da Mãe: Ontem, hoje e sempre!

O Dia da Mãe é hoje. Mais do que uma celebração imposta pelo calendário, o Dia da Mãe deve antes ser uma partilha constante. Muitas vezes, deixamo-nos levar pelo consumismo imposto por estes dias e preparamos algo muito especial, esquecendo todos os outros. Costuma-se dizer que o Natal é quando o homem quiser… E não deveria ser assim mesmo com todas as outras efemérides?

Por esta altura, muitos são os pais e filhos que buscam a prenda ideal para mais um Dia da Mãe. Há uma mãe, muitas vezes pelos cabelos, que merece ser mimada. Perfumes, um brunch, um dia no spa ou o último grito em tecnologia. As ofertas disponíveis no mercado são mais do que muitas… Mas será disso mesmo que a maior parte das mães está à espera neste dia?

Os dias das mães nem sempre são fáceis… A maternidade tem daqueles dias de nos tirar verdadeiramente do sério e nem sempre temos paciência para grandes festejos (já ouviram falar do pH das mães? Leiam o que escrevi neste post e como ele existe mesmo!). Muitas vezes, apenas queremos um colo que nos aconchegue nos dias mais difíceis e de maiores dúvidas.  Quantas de nós, quando ouvimos os nossos filhos chorar, não corremos para ligar para as nossas mães? A voz de uma mãe tem a capacidade de apaziguar o coração e fazer relativizar as coisas. Uma mãe serena o coração e acalma um mar por mais tempestuoso que ele seja. Acho mesmo que a mãe é quem nos compreende melhor! (A minha compreende-me mesmo melhor do que ninguém… Vejam neste post um pouco da minha relação com a minha mãe).

Maio: O mês do Dia da Mãe

Durante muito tempo, o Dia da Mãe foi festejado a 8 de Dezembro. Este feriado do nosso calendário religioso é o dia em que se comemora a Imaculada Conceição, a padroeira de Portugal desde 1646. Sempre foi um dia associado à maternidade por assinalar a concepção da Virgem Maria (podem ler mais sobre este feriado neste artigo da Wikipédia). Passou depois a assinalar-se este dia no primeiro domingo do mês de Maio, tornando este o mês das mães. Historicamente, as comemorações relacionadas com a maternidade remontam à Grécia Antiga e Roma. Enquando na Grécia se honrava Rhea, a mãe de todos os deuses, em Roma dedicava-se o dia a Cybele, a mãe dos deuses romanos.

Para todas nós, o mês de Maio é, assim, um mês muito doce (para mim, é ainda mais doce por assinalar o aniversário do meu filhote… Vejam as emoções que sinto quanto a este mês neste post). Foi neste mês que me tornei Mãe e a minha mãe se tornou uma mãe com açúcar no seu papel de avó. É um mês especial, doce, com muitos sentimentos bons e que nos deixam de coração cheio! Sou tão lamechas, não sou?!

Maio: O mês de homenagem a todas as mulheres

Qualquer mãe merece ser homenageada. No primeiro domingo de Maio e todos os dias. Principalmente, se estiver mais em baixo e sem forças para continuar. Celebrar a maternidade deve acontecer nos momentos bons mas, principalmente, nos menos bons. É o colo e o carinho diários que nos movem e nos ajudam a caminhar em frente. Pelos mais diversos motivos, nem sempre a maternidade corre como sonhámos… Como seres humanos, criamos demasiada expectativas… O problema é que essas expectativas nem sempre têm a força motriz de nos empurrar para frente… Podem puxar-nos para baixo e levar-nos a um local que não queremos…

É aí que nos devemos recordar do motivo que nos levou a decidir ser mães. E em que nos devemos recordar do que a nossa mãe, a nossa avó, simbolizam para nós. Devemos honrar o porto de abrigo que essas pessoas são para nós. E devemos mostrar-lhes, todos os dias, o quanto são especiais na nossa vida. Bem sei que nem todas temos presentes estas pessoas na nossa vida… É mesmo assim o ciclo da vida… Mas devemos continuar a assinalar as boas recordações que temos delas, assim o nosso coração permita. E mesmo para os que não têm as melhores recordações da sua mãe… Olhem à vossa volta e vejam aquela figura maternal que têm na vossa vida. Pode não ser a vossa mãe de sangue mas deverá ser essa a quem devem mimar, neste dia e todos os dias!

Acima de tudo, não deixem nada por dizer e por fazer com as pessoas especiais da vossa vida. É com elas que aprendem, que crescem e que partilham os bons e maus momentos. Dêem-lhes colo e peçam de volta. O mundo será muito melhor com mais carinho entre todos nós!

Feliz Dia da Mãe a todas!

Siga a Mom descomplicada
20

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *