Pensamentos

O que é isso do amor?

Ilustração personalizada do meu amor pela Rita Duque – Asas de peixe
 
Celebrar o amor. Hoje. Amanhã e sempre! Vá… Digam-me que deixei passar o dia dos namorados e não escrevi nada sobre o assunto no dia em que o mundo inteiro divagou sobre esta palavra de quatro letras que tanta tinta faz escorrer no dia 14 de Fevereiro e todos os dias. Não, não estou enganada no dia do calendário. Apenas quis dedicar o dia de ontem a isso mesmo: ao amor e às pessoas que me enchem o coração todos os dias desde que acordo até que me deito.
O que é isso do amor? Podemos olhar para ele dos mais diversos prismas e acabamos sempre por ficar com dúvidas sobre o que ele é realmente. Partilhei hoje, na página do Facebook, um texto interessante sobre a Química do Amor publica por Saúde para todos. Num subtítulo sugestivo, pode ler-se que “dopamina, norepinefrina, serotonina… Somos uma fábrica de drogas naturais quando nos apaixonamos”. Do ponto de vista científico, o amor é isto: o cocktail mais refinado de moléculas orgânicas que são responsáveis pelo nosso coração que bate acelerado, pelas borboletas na nossa barriga e pela vontade constante de estarmos com a nossa cara metade. Tudo é química na nossa vida e o amor não é excepção…
Mas o que é mesmo o amor? Aquele responsável por escolhermos uma pessoa para ficar ao nosso lado para sempre? Para ser a pessoa que vai aturar as nossas manhãs mais difíceis e o nosso acordar mais mal disposto? O que será isto que nos faz percorrer os quilómetros que forem precisos para estarmos com a pessoa que nos faz corar e perder o jeito quando menos se espera?
O meu amor é assim… Feito de partilha. De gratidão por ter tido a sorte de me ter cruzado com este homem que é o pai do meu filhote. Sou uma sortuda por ter ao lado alguém que, mesmo acordando com menos energia do que eu, consegue ter paciência para aturar a minha energia mesmo de madrugada! Sou uma sortuda por ter alguém que consegue lidar com a minha mania da organização e de, em determinados momentos, ter quase um espírito obsessivo-compulsivo de querer tudo de determinada forma… Sou uma sortuda por ter uma pessoa que me percebe apenas com um olhar e que acredita nos meus sonhos e naquilo que eu quero fazer, às vezes até mais do que eu. Sou uma felizarda de ter um homem ao lado que me conseguiu tornar mais descomplicada na aventura da maternidade e que me conseguiu fazer crescer e muito desde que fomos pais.  Sou uma felizarda por poder amar uma pessoa que me ama de igual forma… É tão bom ser assim correspondida e poder regressar, todos os dias, a este olhar que me apaixona desde o primeiro dia…
Sou feliz… E esta é a forma como vejo o amor… Ontem, hoje e todos os dias sem imposições de calendário!

 

Siga a Mom descomplicada
20

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *