Pensamentos

O nosso é sempre o mais bonito do mundo!

Se há pessoa lamechas no mundo, sou eu!! Eu sou aquela de lágrima fácil, para o bem e para o mal. Eu já chorei numa final do Masterchef… Ninguém faz uma coisa destas… Eu sou uma romântica incorrigível que gosta de surpreender e de ser surpreendida. Que gosta de ter um miminho à espera do amor da minha vida mais velho.

Uma pessoa lamechas assim adora rever fotografias antigas. Ver o quanto o tempo passa a correr. Gosto de perder tempo com os pequenos detalhes gravados em fotografia. Hoje de manhã acordei lamechas. E com vontade de ver fotos do meu pequeno baby boy.

O tempo passa a correr. Falta pouco mais de uma semana para ele completar 18 meses. Um ano e meio de mudança profunda em mim e de muito amor partilhado a três. Dizem-me que o meu filho é uma criança feliz. Pelo menos, eu e o pai fazemos por isso. É uma criança concentrada e focada como me dizem na escola. Tem também uma personalidade marcada e já vai demonstrando bem aquilo que quer e quando.

Nestes 18 meses, muita coisa mudou em mim. Descobri Montessori e pessoas fantásticas que me têm demonstrado que ser mãe é feito de gratidão e partilha numa aldeia de mães que vivem a realidade à sua família. Sem condenar ou criticar.

Passam quase 18 meses desde primeiro momento em que fizemos pele com pele e amamentei pela primeira vez. E ainda continuo a amamentar numa jornada que nunca pensei que pudesse chegar tão longe.

Passam quase 18 meses desde que vi estas pequenas mãos mais perfeitas do mundo e que me apaixonei profundamente com um amor que não se consegue explicar.

São as mãos mais bonitas do mundo e que guiam. Todos os dias. Para ser um adulto melhor, mais sereno, a valorizar o que deve ser valorizado e mais realizado!

Siga a Mom descomplicada
20

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *